Medo de Dentista têm Nome: Odontofobia

Dentista que faz lentes de contato dental
Dra. Natália Morales é especialista em Endodontia, Implantodontia, Prótese Dentária e Odontologia 3d e dedica-se há 14 anos em atendimento de pacientes com odontofobia. Referência em atendimento humanizado.

O medo de dentista é muito mais comum do que você imagina. Em todo o mundo, 75% das pessoas possuem esse medo, Você não está sozinho. Muitas vezes, o medo é tão intenso que as pessoas evitam ir ao dentista, o que pode levar a problemas mais graves de saúde bucal. A odontofobia pode ser causada por diversos fatores, incluindo experiências ruins no passado, medos irracionais, sentimentos devastadores de respiração ofegante, frio na barriga, e suor excessivo ou até mesmo uma sensibilidade excessiva a dor, Outros fatores que contibuem para Odontofobia. Você não gosta de ir ao dentista?Felizmente, existem maneiras de lidar com o medo do dentista e superar este problema, Separamos 6 dicas preciosas que vão te ajudar muito neste momento

Muita gente acha que é frescura, mas a verdade é que está longe de ser. Segundo a literatura, O medo é uma emoção natural que nos prepara para lidar com ameaças, nos levando a situações de luta ou fuga. Já a fobia, é um medo persistente, irreal e intenso de um estímulo específico, levando a uma completa evitação do perigo percebido. Entendendo isso, podemos afirmar que O medo de dentista é uma reação específica a estímulos ameaçadores em tratamentos odontológicos. E a junção do medo com a fobia é que definem a Odontofobia, que como dito anteriormente, é muito comum pois vocês relacionam os tratamentos odontológicos à dor e desconforto.

Alguns outros fatores que podem contribuir para a Odontofobia, ou medo do dentista

 O medo do dentista também pode surgir de uma má interação com o profissional e da forma como a atitude dele foi percebida por você. Por exemplo, em situações em que o dentista tenha sido frio ou indiferente durante o atendimento ou até mesmo pelo medo de não ser compreendido. Essa experiência pode resultar em um aumento do seu medo, e isso é totalmente compreensível. Experiências ruins na infância, medo de dor, lembranças de complicações de procedimentos e/ou procedimentos dolorosos, também podem entrar nesta lista como fator determinante para você estar com odontofobia e ou Ansiedade Odontológica

Médicos e Hospitais também podem despertar a Odontofobia

  • A Odontofobia também pode ocorrer se a pessoa tiver experiências traumáticas com médicos em geral. Algumas pessoas podem ter seu medo desencadeado apenas por consultar um médico de qualquer tipo, sentir cheiros associados a hospitais ou ter medo de pessoas consideradas em uma posição de poder. Uma das explicações prováveis para a Odontofobia é que, tradicionalmente, os métodos utilizados eram bastante desconfortáveis e os tratamentos eram sinônimo de dor. Esse trauma, inclusive, pode ter sido passado dos pais para os filhos e aos mais jovens, porém com o avanço da ciência e da tecnologia, os procedimentos odontológicos tornaram-se cada vez mais seguros e confortáveis.

O que preciso fazer para tratar a odontofobia e superar o medo do dentista?

  • Você que está lendo este artigo, à procura de alguma solução deve estar pensando, que seu medo de dentista começa já no pensamento de ter que ir à consulta, e que por isso seu caso deve ser mais grave. Não, nada disso vou te explicar aqui sobre a ansiedade odontológica.

Ansiedade odontológica é aquela sensação que sinto só de pensar em tratamento dentário, ou aquele medo de sentir dor e ter que ir ao dentista?

  • Sim, Ansiedade odontológica assim podemos chamá-la, é um estado emocional que antecede o encontro real com os estímulos ameaçadores, que às vezes nem é identificável.  É um sentimento que antecede a ida ao dentista, e pode ser observado já durante a necessidade de atendimento, e posteriormente na realização dos exames, na tomada de decisões ao buscar um dentista e em outras circunstâncias anteriores ao atendimento de fato. O medo e a ansiedade em relação ao dentista e ao tratamento odontológico são características significativas que contribuem para que você evite o atendimento odontológico, e podemos descrever como a quinta causa mais comum de ansiedade, isso mesmo, essa sensação é mais comum do que você pensa.

Pacientes com ansiedade odontológica sentem que algo terrível vai acontecer durante o tratamento e, portanto, preferem não marcar consultas, porém o Medo de dentista pode complicar sua saúde bucal

  • A ansiedade não deve impedi-lo de receber o atendimento odontológico de qualidade que você merece. Se a ideia de ir ao dentista o deixa com medo ou ansioso, a odontologia com sedação pode ajudá-lo a obter os cuidados necessários para uma saúde bucal duradoura.   

Porque Algumas Pessoas têm Medo de Dentista ?

  • Pessoas têm medo de dentista principalmente por ter tido alguma experiência negativa durante tratamentos dentários no passado. Pelo menos metade das pessoas que relatam esse medo, mencionam o começo na infância, através de comportamentos punitivos, ou então isto pode estar ligado a um mau atendimento recebido em outras fases da vida, a dor experimentada ou a sensação de medo que teve. Além disso, caso você conheça alguém que tenha tido uma experiência semelhante, isto também poderá influenciar a sua opinião sobre este tema. Outro fator que também pode interferir é o seu nível de ansiedade. Quanto maior for, mais difícil será lidar com a situação. Resumindo, uma pessoa pode ter medo de dentista por um ou todos esses motivos, ou mesmo devido a uma interação entre eles.

Procedimentos que possuem influência no medo de dentista

  • Os procedimentos que envolvem agulha ou broca possuem também uma grande influência no quesito medo de dentista. Procedimentos invasivos, como raspagem subgengival, sondagem profunda, obturações, extrações e Tratamento de canal dentário estão associados a mais dor relatada, especialmente em quem estiver com alta ansiedade odontológica. 

O que dizem os estudos sobre as razões mais comum do medo de dentista

  • Segundo estudos, as razões mais comuns para o medo de dentista são essas experiências odontológicas ruins (dolorosas ou com medo), falta de controle sobre a situação social na cadeira odontológica, falta de controle sobre reações emocionais pessoais, sensação de impotência durante o tratamento e processos de aprendizagem desde a infância com uma imagem negativa dos dentistas. Pesquisadores também constataram que é possível reverter esse quadro através da intervenção direta do profissional durante o tratamento. Dentistas precisam estar atentos às necessidades psicossociais de seus pacientes e oferecer um ambiente confortável e tranquilo, além de adotarem um estilo de comunicação empático, explicação verbal e segurança para que você possa ter uma melhor experiência e devagar ir deixando de lado a imagem ruim e o medo de dentista.

Quais outros fatores influenciam o paciente a ter medo do dentista?

  • Em outros casos, o paciente sente vergonha de expor seus dentes para o dentista por eles estarem muito deteriorados. O medo de ser julgado geralmente estão no topo da lista de razões que impedem adultos racionais e preocupados com a saúde de ir ao dentista mas lembre-se de que os dentistas são profissionais treinados cuja carreira e sustento giram em torno de ajudá-lo a obter os cuidados odontológicos de que precisa.
    Quanto mais tempo você adiar o tratamento odontológico, maior a probabilidade de danos causados ​​por cáries ou doenças das gengivas. Como profissionais médicos, os dentistas querem o melhor para seus dentes e gengivas e são fortes defensores do tratamento preventivo.
    Como profissionais de saúde, os dentistas não estão interessados ​​em julgá-lo ou fazer você se sentir mal. Tudo o que eles realmente se importam é com a sua saúde bucal. Em vez de se preocupar com o que eles podem pensar de você em um nível pessoal, pense nos dentistas como parceiros que estão do seu lado e trabalhando para proteger sua saúde bucal.

Medo de dentista pode complicar sua saúde bucal

  • Você que possui medo de dentista e/ou ansiedade odontológica acaba por não visitar o dentista preventivamente, o que resulta em má saúde bucal complicando sua saúde bucal, e esta por sua vez, resulta em vergonha e evitação do dentista até que a experiência de dor ou sintomas insuportáveis ​​levem você a procurar tratamento. 
  • Com mais dentes ausentes, dentes cariados e mau estado periodontal, temos uma extensa complicação da sua saúde bucal e esse padrão reforça o medo do tratamento odontológico e sentimentos de ansiedade odontológica.

O que os estudos dizem sobre maus hábitos de saúde bucal?

  • Um estudo recente confirmou que aqueles que têm altos níveis de medo odontológico têm maus hábitos de saúde bucal (escovação pouco frequente, uso de tabaco, hábitos alimentares pouco saudáveis) o que só aumenta a necessidade de tratamento

Você só vai ao dentista quando possui emergências?

  • Quando você decide ir ao consultório odontológico apenas quando em emergências agudas, muitas vezes torna-se necessário procedimentos de tratamento complicados e traumáticos. Entendemos que o pavor é de tudo, do motorzinho da broca até a própria imaginação do dentista fazendo o procedimento na boca e por consequência disso, acabam optando por conviver com a dor, e com a baixa autoestima relacionada a insatisfação com seu sorriso. Porém isso torna-se um ciclo vicioso, pois esses pensamentos e sensações quando instaladas e não tratadas adequadamente, reforçam ainda mais o seu medo, tornando-se um ciclo vicioso.
  • Tanto a ansiedade odontológica quanto o medo odontológico predispõem às respostas físicas, cognitivas, emocionais e comportamentais no paciente, seja pelo aumento da incidência da cárie dentária ou má qualidade de vida relacionada à saúde bucal. Portanto, é necessário considerar a melhor forma de tratar a ansiedade e a fobia odontológica para evitar problemas de saúde bucal no futuro

6 Dicas para Enfrentar o Medo do Dentista

  • 1. Desde o momento do agendamento até sua primeira consulta, tire todas as suas dúvidas. Dessa forma, sabendo como serão todos os procedimentos, você ficará menos ansioso (a);
  • 4. E depois, de todos esses passos, curta e comemore suas vitórias, caso ainda esteja sentindo sintomas incontroláveis, busque a ajuda de um psicólogo, para lhe avaliar e lhe auxiliar em seu tratamento.
  • 2. Leve com você um amigo de alto astral e que seja da sua confiança, que te ajude a se distrair na sala de espera, tirando seu foco da “situação-problema”;
  • 5. Se possível, leve um fone para ouvir música ou até mesmo baixe aplicativos de relaxamento e faça exercícios de respiração antes de sair de casa e durante o procedimento;
  • 3. Explique para o dentista na primeira consulta, seus medos e dificuldades para lidar com os procedimentos;
  • 6. Combine com o profissional, alguns sinais para quando sentir dor, desconforto ou sintomas ansiosos;

Sedação no Dentista: Entenda como ela pode te ajudar!

  • A Sedação no Dentista ajuda você a se sentir calmo, relaxado e à vontade durante os procedimentos odontológicos. É um nível moderado de sedação, então você ainda está tecnicamente acordado, mas se sentindo muito despreocupado e confortável. São 3 tipos de sedação: oral, inalatória, venosa. Sempre feita por profissional habilitado. É extrememente segura e benéfica para quem sofre de ansiedade ou tem medo de dentista, ou até para quem quer realizar vários procedimentos em 1 dia só, como no dayspa. Entenda agora como ela pode ser um grande diferencial para você !

Pergunta que eu te respondo

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais

Você sabe o que mais nos motiva para buscar cada vez mais conteúdos relevantes?

Saber que você gostou !! Milhares de pacientes sofrem com medo de dentista, e com certeza têm alguém agora Online em desespero.  Assim como eu que escrevo, você também pode ajudar . Então deixei os links aqui ao lado para te ajudar. 

Últimas notícias

Categorias
Tags
Cadastre-se e receba nossa Newsletter
Abrir bate-papo
Estamos Online
Clínica Dentária Humanizada
Procurando por Atendimento de Qualidade? 👋
Estamos online!