Guia do aparelho ortodôntico: saiba tudo sobre o assunto!

Dentista que faz lentes de contato dental
Dra. Natália Morales é especialista em Endodontia, Implantodontia, Prótese Dentária e Odontologia 3d e dedica-se há 14 anos em atendimento de pacientes com odontofobia. Referência em atendimento humanizado.

O que você vai encontrar neste artigo:

 

A ortodontia vem se beneficiando ao longo dos anos de inovações tecnológicas e novos materiais que tornam o tratamento com aparelhos dentais cada vez mais eficiente e confortável. Hoje, os pacientes podem escolher entre uma ampla variedade de aparelhos, cada um com suas particularidades, permitindo que o tratamento seja personalizado de acordo com as necessidades específicas de cada indivíduo.

Um aspecto importante que muitos pacientes desconhecem é que o valor do tratamento ortodôntico não se baseia apenas no preço do aparelho, mas sim no serviço oferecido pelo ortodontista em sua totalidade. O aparelho é apenas uma ferramenta dentro de um processo mais amplo que envolve diagnóstico, planejamento e acompanhamento contínuo. 

Este guia completo vai fornecer todas as informações necessárias sobre aparelhos ortodônticos, ajudando você a tomar uma decisão informada e a entender melhor o processo que envolve o tratamento. Continue lendo para descobrir mais sobre os tipos de aparelhos, suas indicações, cuidados e as vantagens que eles podem oferecer para a sua saúde bucal. Vamos lá?

A imagem mostra um exemplo de uma jovem segunrando um tipo de aparelho ortodôntico.

O que são os aparelhos ortodônticos?

Primeiramente, devemos entender a definição básica de aparelho ortodôntico. Eles são dispositivos projetados para corrigir a posição dos dentes e ossos maxilares, contribuindo para a melhora da mordida, da estética do sorriso e da funcionalidade da arcada dentária. 

Esses aparelhos exercem uma pressão constante e suave sobre os dentes, promovendo a sua movimentação de forma controlada e direcionada. A ortodontia utiliza uma variedade de aparelhos, cada um com funcionalidades específicas, adaptando-se às necessidades individuais de cada paciente.

Existem duas categorias principais de aparelhos ortodônticos: os fixos e os removíveis. Os aparelhos fixos, como os tradicionais brackets metálicos e cerâmicos, são aderidos aos dentes e ajustados periodicamente pelo ortodontista. Já os aparelhos removíveis, como os alinhadores transparentes e expansores palatais, podem ser retirados pelo paciente para a alimentação e higiene bucal. 

Além de corrigirem desalinhamentos dentários, esses aparelhos podem tratar problemas funcionais, como dificuldades na mastigação e na fala, além de prevenir complicações futuras relacionadas à má oclusão.

Quais os tipos de aparelhos?

A variedade de aparelhos ortodônticos disponíveis hoje reflete os avanços na tecnologia e nos materiais utilizados na ortodontia. Esses dispositivos são projetados para atender às necessidades específicas de cada paciente, seja para correções estéticas, funcionais ou ambas. 

Cada tipo de aparelho tem suas características, indicações e vantagens, permitindo que o ortodontista personalize o tratamento para obter os melhores resultados possíveis. Vamos explorar os principais tipos de aparelhos ortodônticos:

Aparelho fixo metálico

Os aparelhos fixos metálicos são os mais tradicionais e amplamente utilizados na ortodontia. Eles consistem em brackets de metal que são colados na superfície dos dentes e conectados por um arco metálico. Este tipo de aparelho é eficaz para tratar uma ampla gama de problemas ortodônticos, desde desalinhamentos leves até casos mais complexos de má oclusão. A principal vantagem dos aparelhos metálicos é sua durabilidade e eficiência no movimento dos dentes.

Aparelho fixo estético

Para pacientes que desejam uma opção mais discreta, os aparelhos fixos estéticos utilizam brackets de cerâmica ou safira, que são menos visíveis do que os metálicos. Esses brackets são projetados para se misturar com a cor natural dos dentes, tornando-os uma escolha popular entre adultos e adolescentes preocupados com a aparência durante o tratamento. Embora sejam tão eficazes quanto os aparelhos metálicos, eles podem ser mais frágeis e exigem cuidados adicionais para evitar manchas e danos.

Aparelho autoligado

Os aparelhos autoligados, ou autoligáveis, possuem um sistema de clips embutidos nos brackets, eliminando a necessidade de elásticos (borrachinhas) para segurar o arco metálico. Este design reduz o atrito e permite que os dentes se movam mais livremente, o que pode resultar em um tratamento mais rápido e com menos desconforto. Além disso, os aparelhos autoligados geralmente necessitam de menos visitas ao ortodontista para ajustes, tornando-os uma opção conveniente para muitos pacientes​.

Aparelho lingual

O aparelho lingual é uma opção invisível, pois os brackets e fios são fixados na parte interna dos dentes, ao invés da superfície externa. Este tipo de aparelho é ideal para pacientes que desejam uma solução completamente discreta, como profissionais que trabalham em ambientes públicos ou que frequentemente participam de eventos sociais. No entanto, os aparelhos linguais podem ser mais desconfortáveis no início e requerem uma higiene bucal mais cuidadosa devido à sua posição​​.

Aparelho removível

Os aparelhos removíveis incluem dispositivos como alinhadores transparentes e expansores palatais. Os alinhadores transparentes, como o Invisalign, são populares por serem quase invisíveis e pela conveniência de poder removê-los para comer e escovar os dentes. Eles são compostos por uma série de moldeiras de plástico que são trocadas a cada duas semanas para mover os dentes gradualmente. Os expansores palatais, por outro lado, são usados para alargar a arcada dentária e corrigir problemas de mordida​.

Aparelho de contenção

Após o tratamento ativo com aparelho ortodôntico, o uso de um aparelho de contenção é crucial para manter os dentes na nova posição. As contenções podem ser fixas ou removíveis e são usadas para garantir que os dentes não retornem à sua posição original. As contenções fixas são coladas na parte de trás dos dentes, enquanto as removíveis podem ser retiradas durante as refeições e para a limpeza​ 

Cada tipo de aparelho ortodôntico tem suas vantagens e desvantagens, e a escolha do melhor dispositivo deve ser feita em conjunto com um ortodontista, que avaliará as necessidades específicas do paciente e recomendará a opção mais adequada para alcançar um sorriso saudável e esteticamente agradável.

Em quais casos cada tipo de aparelho é recomendado?

Cada tipo de aparelho ortodôntico é projetado para tratar problemas específicos de alinhamento e oclusão. A escolha do aparelho ideal depende das necessidades individuais do paciente, da complexidade do caso e das preferências pessoais. 

Aparelho fixo metálico

O aparelho fixo metálico é recomendado para uma ampla gama de problemas ortodônticos, desde desalinhamentos leves até correções complexas de mordida. É particularmente eficaz para:

  • Mordida cruzada: quando um ou mais dentes superiores fecham dentro dos dentes inferiores.
  • Sobremordida: quando os dentes superiores cobrem excessivamente os dentes inferiores.
  • Desalinhamento severo: para casos em que são necessários movimentos significativos e precisos dos dentes.
  • Correções ortopédicas: como expansão do palato em crianças e adolescentes​​.

Aparelho fixo estético

Ideal para pacientes que desejam uma opção mais discreta sem comprometer a eficácia, o aparelho fixo estético é recomendado para:

  • Adultos e adolescentes: que se preocupam com a aparência durante o tratamento.
  • Casos de desalinhamento moderado a severo: onde a estética é uma prioridade, mas a funcionalidade do aparelho fixo é necessária.
  • Tratamentos de longa duração: onde a discrição é importante por um período prolongado​.

Aparelho autoligado

Os aparelhos autoligados são indicados para pacientes que buscam um tratamento mais rápido e com menos visitas ao ortodontista. Eles são recomendados para:

  • Pacientes com vidas ocupadas: que preferem reduzir a frequência de consultas ortodônticas.
  • Casos que requerem menor fricção: para mover os dentes de maneira mais eficiente.
  • Correções de mordida complexas: onde o controle preciso do movimento dentário é necessário​​.

Aparelho lingual

O aparelho lingual é ideal para pacientes que desejam uma solução completamente invisível. É recomendado para:

  • Adultos profissionais: que trabalham em ambientes públicos ou sociais e preferem que o tratamento ortodôntico não seja visível.
  • Casos de estética extrema: onde a visibilidade de um aparelho tradicional pode ser um problema.
  • Correções de alinhamento moderado: onde o desconforto inicial do aparelho lingual é tolerável e manejável​.

Aparelho removível

Os aparelhos removíveis, como alinhadores transparentes e expansores palatais, são indicados para:

  • Pacientes que valorizam a conveniência: podem ser removidos para comer e realizar a higiene bucal.
  • Correções leves a moderadas: onde não é necessário um movimento dentário significativo.
  • Tratamentos ortopédicos em crianças: como expansores palatais para corrigir problemas de crescimento e desenvolvimento da mandíbula​​.

Aparelho de contenção

Após a conclusão do tratamento ativo com aparelho ortodôntico, o uso de um aparelho de contenção é essencial para manter os dentes na nova posição. As contenções são recomendadas para:

  • Manutenção pós-tratamento: para evitar que os dentes retornem à posição original.
  • Pacientes com histórico de movimento dentário recorrente: que necessitam de um controle contínuo para manter os resultados obtidos​.

Cada tipo de aparelho ortodôntico possui suas vantagens e limitações, e a escolha deve ser feita em consulta com um ortodontista qualificado. O profissional avaliará as necessidades específicas do paciente e recomendará a opção mais adequada para garantir um tratamento eficaz e satisfatório.

Quanto tempo dura o tratamento com o aparelho ortodôntico?

A duração do tratamento com aparelho ortodôntico varia significativamente de acordo com a complexidade do caso, o tipo de aparelho utilizado e a resposta individual do paciente ao tratamento. Em geral, tratamentos com aparelhos fixos, como os metálicos e estéticos, tendem a durar entre 18 a 36 meses. 

Casos mais simples, que envolvem apenas pequenos ajustes, podem ser concluídos em menos tempo, enquanto correções mais complexas podem exigir um período mais longo. Alinhadores invisíveis, por exemplo, podem oferecer resultados em um prazo mais curto, desde que o paciente siga rigorosamente as instruções de uso. 

Além disso, a cooperação do paciente em seguir as orientações do ortodontista, como comparecer às consultas regulares e manter uma boa higiene bucal, também influencia na duração do tratamento. Cada plano de tratamento é único, e o ortodontista ajustará a duração conforme necessário para alcançar os melhores resultados possíveis.

Como escolher o melhor tipo de aparelho?

Escolher o melhor tipo de aparelho ortodôntico é uma decisão que deve ser tomada em conjunto com um ortodontista, levando em consideração vários fatores específicos de cada paciente. 

O primeiro passo é uma avaliação detalhada da condição bucal, onde o ortodontista examina o alinhamento dos dentes, a mordida e qualquer problema funcional existente. Baseado nesse diagnóstico, o profissional pode recomendar diferentes opções de aparelhos. 

Além das necessidades clínicas, é importante considerar as preferências pessoais do paciente, como a preocupação com a estética e o conforto. Por exemplo, adultos que desejam um tratamento discreto podem optar por alinhadores invisíveis ou aparelhos linguais, enquanto adolescentes podem preferir aparelhos fixos estéticos ou metálicos devido à sua eficácia em tratar uma ampla gama de problemas ortodônticos. 

Também deve-se levar em conta o estilo de vida do paciente, pois algumas opções, como os alinhadores removíveis, oferecem maior flexibilidade e facilidade de manutenção. Em última análise, a escolha do aparelho ortodôntico deve equilibrar as necessidades clínicas, as preferências pessoais e as recomendações do ortodontista para garantir um tratamento eficaz e satisfatório.

Qual é a idade ideal para usar aparelho ortodôntico?

A idade ideal para iniciar o uso de aparelho ortodôntico pode variar, mas é amplamente recomendado que as crianças façam uma avaliação ortodôntica inicial por volta dos 7 anos de idade. Nesta fase, o ortodontista pode detectar problemas de crescimento e desenvolvimento que podem ser mais facilmente corrigidos com intervenções precoces. 

Embora muitas pessoas associem aparelhos ortodônticos à adolescência, quando a maioria dos tratamentos são iniciados, o tratamento precoce pode prevenir problemas mais sérios no futuro e, em alguns casos, reduzir a duração do tratamento necessário na adolescência. No entanto, não há limite de idade para iniciar o tratamento ortodôntico. 

Adultos de todas as idades podem se beneficiar de aparelhos ortodônticos para corrigir desalinhamentos, melhorar a mordida e a estética do sorriso. A decisão de quando começar o tratamento deve ser baseada na avaliação profissional do ortodontista e nas necessidades específicas do paciente.

Como saber se preciso usar aparelho?

Identificar a necessidade de um aparelho ortodôntico envolve observar certos sinais e sintomas que indicam desalinhamentos ou problemas de mordida. Alguns sinais comuns incluem:

  1. Dentes apinhados ou excessivamente espaçados: quando os dentes não têm espaço suficiente e se sobrepõem ou quando há espaços grandes entre eles.
  2. Dificuldade em mastigar ou morder: se você tem dificuldade em morder ou mastigar alimentos de forma eficaz, isso pode ser um sinal de desalinhamento dos dentes.
  3. Mordida cruzada: quando um ou mais dentes superiores fecham dentro dos dentes inferiores, afetando a estética e a função da mordida.
  4. Sobremordida: quando os dentes superiores cobrem excessivamente os dentes inferiores, podendo causar desgaste anormal dos dentes inferiores.
  5. Prognatismo: quando a mandíbula inferior está projetada para frente, resultando em um desalinhamento da mordida.
  6. Dores frequentes na mandíbula: dores ou desconforto frequentes na articulação temporomandibular podem indicar problemas de alinhamento.
  7. Estalos ao abrir ou fechar a boca: ruídos de estalo na articulação da mandíbula ao abrir ou fechar a boca podem ser um sinal de desalinhamento.
  8. Dores de cabeça frequentes: dores de cabeça recorrentes podem estar relacionadas a problemas de mordida ou desalinhamento dentário.
  9. Dificuldades na fala: problemas de fala, como a dificuldade em pronunciar certos sons, podem ser indicativos de problemas ortodônticos.

A melhor forma de determinar se você precisa de um aparelho ortodôntico é agendar uma consulta com um ortodontista, que pode realizar uma avaliação completa, incluindo radiografias e moldes dos dentes, para diagnosticar qualquer problema e recomendar o tratamento adequado.

A imagem mostra uma pessoa usando aparelho ortodôntico.

Como funciona a manutenção do aparelho?

A manutenção do aparelho ortodôntico é um componente crucial para o sucesso do tratamento e envolve visitas regulares ao ortodontista para ajustes e monitoramento do progresso. Essas consultas geralmente ocorrem a cada 4 a 8 semanas e são necessárias para ajustar os fios do aparelho, trocar as borrachinhas (em casos de aparelhos fixos tradicionais), e garantir que os dentes estejam se movendo conforme o planejado. 

Durante essas visitas, o ortodontista verifica a integridade do aparelho, realiza ajustes necessários e aborda qualquer desconforto ou problema que o paciente possa estar enfrentando. Além disso, a manutenção adequada inclui uma rigorosa higiene bucal em casa, utilizando escovas especiais, fio dental ortodôntico e, em alguns casos, enxaguantes bucais para prevenir cáries e doenças gengivais. 

O cumprimento dessas orientações é fundamental para evitar complicações e garantir que o tratamento seja concluído no menor tempo possível com os melhores resultados.

 

Leia Também:

>>>> Como tratar o prognatismo com aparelho ortodôntico: guia completo

Quais são os cuidados antes e após a instalação?

A preparação e o cuidado com a saúde bucal são fundamentais para o sucesso do tratamento ortodôntico. Cuidar dos dentes antes da instalação do aparelho garante que o ambiente bucal esteja saudável, facilitando o processo de adaptação e evitando complicações. Após a instalação, seguir uma rotina de cuidados específicos é crucial para manter a eficácia do aparelho e promover a saúde dos dentes e gengivas ao longo do tratamento.

Antes da instalação

Antes de instalar um aparelho ortodôntico, é essencial que os dentes e as gengivas estejam em boas condições de saúde. O paciente deve passar por uma limpeza profissional realizada pelo dentista para remover qualquer acúmulo de placa e tártaro, que podem comprometer a saúde bucal e o sucesso do tratamento. Além disso, qualquer problema dentário existente, como cáries ou doenças gengivais, deve ser tratado antes da instalação do aparelho. 

O ortodontista também realizará uma série de exames, incluindo radiografias e moldes dos dentes, para planejar o tratamento detalhadamente. Durante essa fase, o profissional explicará ao paciente o tipo de aparelho indicado, o tempo estimado de tratamento e os cuidados necessários. É crucial que o paciente compreenda todas as etapas e mantenha uma boa higiene bucal desde o início.

Após a instalação

Após a instalação do aparelho ortodôntico, o paciente deve adotar uma rotina rigorosa de higiene bucal para evitar problemas como cáries e gengivite. Escovar os dentes após cada refeição com uma escova de cerdas macias e usar fio dental especial para aparelhos são medidas indispensáveis. Além disso, é recomendável o uso de enxaguantes bucais para ajudar a manter a saúde das gengivas. Os pacientes também devem evitar alimentos pegajosos, duros ou crocantes, que podem danificar o aparelho ou deslocar os brackets. 

Visitas regulares ao ortodontista para ajustes e verificações são fundamentais para garantir que o tratamento esteja progredindo conforme o planejado. Durante essas consultas, o ortodontista pode ajustar os fios e substituir as borrachinhas, além de monitorar a saúde bucal geral do paciente. Seguir essas orientações ajuda a garantir um tratamento ortodôntico eficiente e bem-sucedido.

Quais são as vantagens de usar aparelho ortodôntico?

O uso de aparelhos ortodônticos oferece uma série de benefícios que vão além da estética, contribuindo significativamente para a saúde bucal e o bem-estar geral do paciente. Entre as principais vantagens temos:

Melhora da estética facial: um dos benefícios mais visíveis do uso de aparelhos ortodônticos é a correção dos dentes desalinhados, o que resulta em um sorriso mais harmonioso e agradável. A estética facial é aprimorada, pois o alinhamento dos dentes pode melhorar a simetria do rosto e a aparência geral. Um sorriso bem alinhado pode aumentar a autoconfiança e a autoestima, influenciando positivamente a vida social e profissional do paciente​​.

Saúde bucal: dentes alinhados são mais fáceis de limpar e manter. A correção do alinhamento dentário facilita o uso do fio dental e a escovação, ajudando a prevenir o acúmulo de placa bacteriana, cáries e doenças gengivais. Com dentes bem posicionados, as áreas de difícil acesso diminuem, o que reduz o risco de problemas dentários a longo prazo. Além disso, a correção de mordidas incorretas pode prevenir o desgaste desigual dos dentes e problemas na articulação temporomandibular (ATM)​​.

Função mastigatória: aparelhos ortodônticos corrigem a mordida, melhorando a eficiência da mastigação. Uma mordida adequada permite que os alimentos sejam mastigados de maneira uniforme e eficaz, facilitando a digestão e a absorção de nutrientes. Além disso, uma função mastigatória adequada pode prevenir problemas digestivos causados pela mastigação inadequada​.

Prevenção de problemas: a correção de desalinhamentos dentários pode prevenir uma série de problemas a longo prazo. Dentes tortos ou mordidas incorretas podem levar a dores de cabeça frequentes, dores no pescoço e na mandíbula, e desgaste excessivo dos dentes. A ortodontia preventiva pode evitar que esses problemas se desenvolvam, promovendo a saúde bucal e geral. Além disso, a correção de hábitos prejudiciais, como a sucção do polegar ou a respiração bucal, pode ser parte do tratamento ortodôntico

5 mitos e verdades sobre aparelho e tratamento

A ortodontia está cercada de informações e crenças que nem sempre correspondem à realidade. Para ajudar a esclarecer essas dúvidas comuns, desvendamos alguns dos mitos mais frequentes em relação ao uso de aparelhos ortodônticos e seu impacto na saúde bucal. Confira abaixo e saiba o que realmente esperar do seu tratamento ortodôntico.

Mito 1: Aparelhos ortodonticos são apenas para crianças.

Verdade: a crença de que aparelhos ortodônticos são exclusivos para crianças e adolescentes é equivocada. Adultos de todas as idades podem se submeter a tratamentos ortodônticos para corrigir desalinhamentos, melhorar a mordida e a estética do sorriso. Com o avanço das técnicas e materiais, existem opções de tratamento discretas e eficazes, como alinhadores invisíveis e aparelhos linguais, que são especialmente populares entre adultos. A ortodontia moderna permite que problemas dentários sejam tratados em qualquer idade, desde que o paciente tenha uma boa saúde bucal​.

Mito 2: Usar aparelho enferruja os dentes.

Verdade: os aparelhos ortodônticos são fabricados com materiais biocompatíveis e resistentes à corrosão, como aço inoxidável, cerâmica e safira. Esses materiais são escolhidos especificamente para uso na cavidade bucal e não enferrujam. É essencial manter uma boa higiene bucal para evitar a formação de placa e tártaro ao redor dos brackets e fios, mas o próprio material do aparelho não causa ferrugem​​.

Mito 3: O tratamento é extremamente doloroso.

Verdade: durante as primeiras semanas após a instalação do aparelho, é comum sentir um certo desconforto ou dor leve, especialmente após os ajustes periódicos feitos pelo ortodontista. No entanto, esse desconforto é temporário e geralmente desaparece em poucos dias. Os avanços em materiais e técnicas ortodônticas também contribuíram para reduzir significativamente a dor associada ao tratamento. O uso de cera ortodôntica e analgésicos simples pode ajudar a aliviar qualquer desconforto inicial​.

Mito 4: Aparelhos invisíveis são menos eficazes.

Verdade: os alinhadores invisíveis, como o Invisalign, são altamente eficazes para corrigir uma variedade de problemas ortodônticos, incluindo desalinhamento, espaçamento e mordida cruzada. Eles são feitos sob medida para cada paciente e trocados a cada duas semanas para mover gradualmente os dentes para a posição desejada. Embora possam não ser indicados para casos extremamente complexos, para muitos pacientes, os alinhadores invisíveis proporcionam resultados comparáveis aos dos aparelhos fixos tradicionais​​.

Mito 5: O tratamento ortodôntico é meramente estético.

Verdade: o tratamento ortodôntico não se limita a melhorar a aparência dos dentes; ele também desempenha um papel crucial na saúde bucal e na função mastigatória. Corrigir desalinhamentos e problemas de mordida pode prevenir problemas como desgaste anormal dos dentes, dores na mandíbula, dificuldade em mastigar e até problemas digestivos. Além disso, dentes bem alinhados são mais fáceis de limpar, reduzindo o risco de cáries e doenças gengivais. Assim, a ortodontia contribui significativamente para a saúde bucal geral e o bem-estar do paciente

Por que a OdontoLiuzzi é a melhor opção para você colocar aparelho?

A OdontoLiuzzi se destaca como a melhor escolha para o seu tratamento ortodôntico graças à combinação de expertise, tecnologia avançada e um compromisso inabalável com a satisfação dos nossos pacientes. 

Nossa equipe de ortodontistas altamente qualificados utiliza as técnicas mais modernas e eficazes, garantindo resultados precisos e estéticos. Valorizamos a sua saúde e bem-estar, oferecendo um atendimento personalizado desde a primeira consulta até a finalização do tratamento. Além disso, utilizamos materiais de última geração para proporcionar conforto e discrição. 

Agende uma avaliação gratuita hoje mesmo e descubra como podemos transformar o seu sorriso com segurança e eficiência. Confie na OdontoLiuzzi para um tratamento ortodôntico de qualidade superior e resultados duradouros.

 

Leia também:

>>>> Aparelho ortodôntico: 7 dicas de como aliviar a dor após manutenção

>>>> Qual a diferença entre alinhadores e aparelhos ortodônticos?

Pergunta que eu te respondo

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais

Você sabe o que mais nos motiva para buscar cada vez mais conteúdos relevantes?

Saber que você gostou !! Milhares de pacientes sofrem com medo de dentista, e com certeza têm alguém agora Online em desespero.  Assim como eu que escrevo, você também pode ajudar . Então deixei os links aqui ao lado para te ajudar. 

Últimas notícias

Categorias
Tags
Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Guia do aparelho ortodôntico: saiba tudo sobre o assunto!

Abrir bate-papo
Estamos Online
Clínica Dentária Humanizada
Procurando por Atendimento de Qualidade? 👋
Estamos online!